Estilo Pop Art

Se você é uma pessoa que adora cor, tem uma personalidade divertida, é ousado e ama arte, talvez o estilo Pop Art case muito bem com você! Conheça um pouco mais sobre o estilo e veja o que você acha!

Antes vamos conhecer um pouco da história desse movimento tão emblemático das décadas de 50 e 60.

A Pop Art foi um movimento que se iniciou na década de 50, nos Estados Unidos e na Inglaterra. Artistas de diversas áreas aderiram ao movimento cujo nome mais representativo é o do cineasta e pintor norte americano Andy Warhol.

Esses artistas se inspiraram na cultura de massa. Mais do que uma expressão do cotidiano da época, o movimento era uma manifestação contra o consumismo e o materialismo que explodia nesses países.

A maioria das obras desse movimento se baseou em imagens repetidas, cores intensas e em técnicas como a serigrafia e a colagem, que na época não eram muito utilizadas e nem entendidas como ARTE, tanto que ocasionou grandes discussões sobre o que seria a arte propriamente dita.

Algumas das obras dos principais artistas da Pop Art:
– Andy Warhol: maior representante da Pop Art.

3 Coke Bottles – 1962

Oito Elvis – 1963

Marilyns – 1964

Latas de Sopa Campbell – 1962 – Conjunto de 32 quadros, de 50,8 x 40,6 cm. Pintura de  todos os tipos de sopa que a empresa comercializava na época.  Museu de Arte Moderna – NY

– Peter Blake: artista plástico britânico

Capa do álbum dos Beatles de 1977 –  Álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band.

Beach Boys – 1964

Tuesday – 1961

– Wayne Thiebaud: pintor americano que se utilizou do humor e de cores como o azul, o verde e o vermelho escuro como tônica em suas obras.

Bolos – Cakes – 1963

Two Paint Cans – 1987

– Roy Lichtenstein: pintor, escultor e artista gráfico americano que focou seu trabalho nas histórias em quadrinhos.

Garota se Afogando – 1963

Olha, Mickey – 1961

– Jasper Johns: pintor americano que adotou por um período a técnica de diluir a tinta em cera quente. Também trabalhou com litografia, entalhes e esculturas.

Flag – 1954

Map – 1961

– Richard Hamilton: artista plástico britânico

O que exatamente torna os lares de hoje tão diferentes, tão atraentes? – 1956

I’m Dreaming of a Black Christmas – 1971

Como levar esse estilo para a decoração da sua casa:

– Nesse estilo não tem essa de cor combinandinho. Cores, cores e cores. O céu é o limite.

– Para que você tenha mais liberdade para trabalhar com os móveis e os acessórios coloridos é interessante manter uma base neutra (branco, cinza, preto, …) nas paredes e um piso de cor mais clara, que pode ser de qualquer tipo de material.

– Os estofados e almofadas em geral são grandes aliados neste tipo de estilo por permitirem usar as mais diversas padronagens para compor o ambiente. Estampados, bolinhas e listras alegram o ambiente e dão um toque de ousadia à decoração.

– As paredes devem receber quadros e objetos que remetam ao movimento e amarrem a decoração ao estilo.

– Procure acessórios diferentes e estilosos.

– Se você não quiser se utilizar de quadros e objetos no estilo, uma ideia interessante é aplicar em uma das paredes um papel de parede no estilo Pop Art como o da imagem, comercializado pela Dona Cereja

– Para os que gostam do estilo e não são tão ousados ou acham que esse tipo de decoração vai cansar rapidamente, mas quiserem levar um toque de alegria e irreverência ao ambiente, com o jeitão da Pop Art, opte por acrescentar uma peça ou uma parede de destaque que represente o gênero e veja o quanto incrível esse movimento tão irônico e atrevido pode conviver com uma decoração básica tão harmonicamente.

Siga as nossas dicas,  abuse da criatividade e transforme a sua casa em um espaço bem-humorado e com estilo.

Aí vão algumas imagens para você se inspirar:

Quer mais inspiração? Entra na nossa pasta “Pop Art” no Pinterest

Créditos de imagens: By Jhess, Blog da Flaviana, Warburg, portaldaimagem, O vigor da arte, Wikipedia, Espacio Creativo, The Attic, Totally History, hoy, Educación Holística, donacereja, King & McGaw, wikiart, detnk, Haiku Deck, O Liberal, Freaking News, anualdesign, Universo Retrô, yandex, lardocelar, Cozinhas Itatiaia, Mix Lar, Ремонт

Decoração Colorida sem Medo: Vai de base neutra!

como trazer cor para casa

Você vê aquelas casas com decoração colorida e acha lindas, mas não tem coragem de usar na sua casa? Existem alguns truques para deixar sua casa com mais cor de um jeito que você não precisa ter medo!

1 – Comece com uma Base Neutra

Esse é o grande truque das casas decoradas lindas que você vê por aí! A maioria delas nem é tão colorida assim: são só os acessórios que trazem a cor.

decoração acessórios coloridos

Então, o primeiro passo para fazer uma decoração colorida fácil e feita para durar é começar com uma base neutra. Paredes, teto e piso devem ter tons neutros: brancos, cinzas, beges, etc.

O mesmo vale para os móveis: todas as peças mais caras devem ser em cores neutras. Elas devem ser de excelente qualidade e design atemporal, feitas para durar!

Ou seja, embora você veja aqueles sofás coloridos e ache liiiindos de morrer, se você tem medo de cor e acha que pode enjoar de uma decoração colorida, não invista em um estofado desse tipo.

2 – Cor nos Acessórios

O segredo da decoração colorida, então, é colocar a cor nos acessórios! São eles também que determinarão quão colorida vai ser a sua decoração.

como fazer uma decoração colorida

No esquema de cores, você pode trazer apenas uma cor em todos os acessórios, ou fazer uma paleta com cores análogas, que é sempre mais suave e harmônica (cores que ficam lado a lado no círculo cromático).

Combinar cores complementares também é uma forma segura de saber quais tons combinam entre si (cores que são opostas no círculo cromático). Mas essas combinações costumam ser mais vibrantes.

Esquemas combinação colorida

Ou ainda você pode entrar de cabeça na onda da decoração colorida e ir combinando várias cores e estampas. Para isso funcionar, parta de um ou dois tecidos bem estampados e vá trazendo outros acessórios nas cores existentes no desenho.

idéias decoração colorida

Quais acessórios podem ser utilizados para criar uma decoração colorida?

O quanto sua decoração será colorida e vibrante dependerá apenas de você. Nada impede que todos os acessórios tenham cor, mas você também pode acrescentar apenas um deles em cores, e o restante neutro. Ou dois coloridos e demais neutros, etc.

Almofadas

Nossos acessórios coloridos preferidos, as almofadas são versáteis e à prova de prejuízo… Isso porque, se você cansar da estampa ou da cor, basta comprar novas capas para elas. Mudança rápida e barata!

almofadas coloridas

No quarto, fronhas e almofadas se unem para trazer cor.

almofadas coloridas quarto

Mantas

Jogada sobre os estofados ou utilizada como pezeira na cama, uma manta pode transformar a decoração neutra.

sofá com manta colorida

manta colorida cama

Quadros

Se você costuma cansar rapidamente da sua decoração, dê preferência a pôsteres para preencher as paredes. Eles também são mais fáceis de substituir… Diversas lojas físicas e online disponibilizam apenas a arte para compra ou download (nesse caso você pode mandar imprimir em uma gráfica próxima a você).

Casa nova vapt-vupt e com pouco investimento.

composição de quadros na parede

como colorir com quadros

Luminárias

Tanto os pendentes sobre a mesa de jantar ou na lateral da cama, quanto as luminárias de mesa ou piso são excelentes para trazer cor para a decoração. Apenas tenha atenção na hora de comprar, para não investir em um produto caro e do qual você irá cansar.

luminária colorida

Se está na dúvida, dê preferência a peças baratas, ou que aceitem pintura com tinta spray no futuro.

Enfeites

Você pode trazer cor para sua decoração com praticamente qualquer objeto. Livros, vasos, enfeites, flores, caixas… o céu é o limite. O negócio é ir colocando as peças aos poucos, para ter certeza de que se sente confortável com o resultado.

decoração com cores

E no final, curtir muito sua casa super colorida.

Tecido de Parede

Já falamos algumas vezes sobre o quanto uma parede pode ajudar na transformação de um ambiente. Basta uma cor de destaque ou uma composição de quadros, ou ainda, um lindo papel de parede. E por que não um charmoso tecido de parede?

Hoje vamos falar sobre a aplicação de tecido na parede. O tecido de parede é mais um tipo de revestimento que pode ser facilmente aplicado, com um custo razoavelmente baixo e sem quebra-quebra. Se você é um daqueles que gosta de pôr a mão na massa, a colocação não é tão difícil (assista o tutorial do Marcelo Darghan que é bem didático).

É claro que existem tecidos de parede caríssimos, na faixa de R$ 1.000,00 o metro linear, esses aconselhamos você contratar um profissional especializado para a colocação. Não dá pra ter erro na instalação de um produto desse valor, né?

Existem dois tipos de tecido de parede no mercado. Um que precisa de cola para a sua fixação e o outro, adesivado, que já vem pronto pra instalar.

Como escolher um tecido de parede?

Procure uma loja especializada ou opte por um tecido 100% de algodão, pois são mais resistentes e aderem melhor à parede. No máximo você pode utilizar-se de um tecido com composição mínima de 70% algodão e 30% sintético.

Esse tipo de revestimento tem que ser higienizado com frequência pois acumula muita poeira, podendo causar problemas respiratórias nas pessoas atópicas.

Os tecidos compostos por 100% de algodão devem ser limpos da seguinte maneira:

Retirar a poeira com um espanador, aspirador de pó ou um pano branco tipo gaze;

Não usar nenhum tipo de produto químico;

Não lavar;

Não aplicar em áreas com alta incidência de luz, pois perdem a cor em pouco tempo.

Já os tecidos mistos também devem receber os mesmos cuidados dos puros, mas aguentam uma passada de pano úmido bem espremido.

Os tecidos Acquablock que são impermeáveis podem ser colocados em áreas úmidas, mas sempre afastados das áreas molhadas, como backsplash e box.

Os tecidos adesivados são autocolantes. Por serem impermeáveis exigem menos cuidados. Esse tipo de tecido pode ser aplicado em diversos tipos de materiais. Paredes, madeira e vidro podem ser revestidos por esse tipo de tecido.

Dicas importantes para você saber antes de aplicar um tecido na parede:

– Após escolher a parede em que será colocado o tecido, limpe-a com um pano úmido e detergente neutro para retirar a sujeira. Espere secar por 24 horas. Se a parede apresentar imperfeições o ideal é que ela seja corrigida e lixada antes de receber o tecido. Perceba que toda e qualquer imperfeição irá aparecer após a colagem do tecido à parede.

– Compre uma cola de excelente qualidade (veja como preparar a cola no vídeo do Marcelo Darghan).

– Tenha cuidado na escolha do tecido. O ideal é que você vá até a loja e peça amostras dos que você mais gostou. Chegando em casa coloque o tecido no espaço em que será usado e veja o que melhor combina com a sua decoração. Se não gostar de nenhum, continue procurando até achar o tecido perfeito.

Agora é só se inspirar e levar muito charme e personalidade para a sua parede.

Créditos de imagens: loja.karsten, kzablog, lovethispic, Decor Fácil, OLX,  kathykuohome,  Aix Casa,  Decoração e Arte,  kecekece, decoracaoeinvencao,  catranblog,  Decoracao I